Grande variedade de pedras para pisos e paredes.

Dicas para a correta colocação de pedras para piso e parede.

 PRODUTO (dicas) 

         SOLICITE UM ORÇAMENTO.

              E FAÇA SEU PEDIDO!    

    DICAS PARA O BOM APROVEITAMENTO


  ESCOLHA PRODUTO IDEAL
  Num mundo cada vez mais globalizado,  temos hoje uma infinidade de opções que podem     ser usadas para  revestimento nas  edificações e no uso geral em funções  ornamentais e     decorativas. Mas nenhum material, em todos os tempos, permaneceu tão presente dentre     estas opções como as rochas naturais, não só pela  diversidade e beleza de seus padrões,     mas pelas  excelentes  propriedades  funcionais,  estabelecendo  assim um  produto  belo,     confiável e durável.

  A escolha da pedra deve sempre seguir,  a princípio, o gosto e preferência do cliente, para     que depois se analise a  existência de algum impedimento técnico na sua utilização. Claro     que é preferível  seguir as orientações  de um  arquiteto  ou paisagista para  que o projeto     fique mais harmônico e não se cometa exageros.

  COMPRA DO PRODUTO
  A compra deve seguir  algumas regras  importantes, como: verificar a  estrutura e idonei-     dade  da  empresa   fornecedora;  saber  exatamente   qual  a  quantidade   necessária  de

  material a ser adquirido;  conhecer de fato o prazo de entrega  deste material e certificar-

  se de algum custo extra como frete ou taxa de descarga.

  CONTRATAÇÃO (mão-de-obra)
  De nada  adianta  comprar  o produto  esperado e  idealizado  para o  projeto,  sem  que  a     execução seja feita por um profissional  especializado. Conhecidos como  “colocadores de     pedra” ou “calceteiros”,  esta mão-de-obra adotará desde  procedimentos básicos como a     escolha da  consistência  da  argamassa,  o  correto  nivelamento  da superfície,  o  devido     alinhamento  das  juntas e a  correta  aplicação  do rejunte, até a colocação  propriamente

  dita, com  todos os seus  macetes. Lembre-se  que uma  pedra bem colocada  dura várias     décadas e o gasto dispensado em sua aplicação será diluído pelo fator custo/benefício.


  MACETES DE COLOCADOR
  De uma maneira  geral a colocação é  feita com  argamassa comu m (cimento + areia)  no     traço apropriado para cada tipo de pedra, sejam elas para piso ou parede.

  PARA PISO é preferível  sempre utilizar a argamassa  semi-seca (tipo farofa)  com o traço     sugerido de 1:4 (cimento:areia). Seguir os seguintes procedimentos:

  A base (contrapiso  feito a pelo  menos  2 semanas)  deve  estar  limpa e úmida  e receber

  uma  pré-camada fina  de cimento  varrido  que  funcionará como  ponte de  aderência da

  base.  Sarrafear a argamassa  (tipo farofa) sobre a  pré-camada, respeitando  as guias de     referência de nível. Polvilhar pó de cimento sobre a argamassa sarrafeada e compactada.

  E  por  fim  chuviscar  água  sobre o  pó  de  cimento   polvilhado.  Cada  peça  deverá  ser

  colocada após cada chuvisco,  utilizando um martelo de borracha para o  posicionamento

  e nivelamento, sem correr o risco de danifica-las.

  O rejuntamento  deve ser aplicado  após 3 dias  da colocação  da pedra,  permitindo que o

  piso “respire”, evitando assim um eventual aparecimento de  manchas devido ao acumulo

  de água. Embora  se encontrem  produtos já prontos;  pode-se usar a própria  argamassa

  de  colocação  para  rejuntar, desde que seja  previamente  peneirada  com o  traço de 1:1     (cimento:areia).  Adicionar  águ  com  aditivo  melhorador  de  aderência  (tipo  Bianco)  na     proporção de 1:3 (bianco:água) a argamassa até que sua  consistência fique pastosa, sem     grumos secos.  Aplicar o rejunte nas  juntas em  etapas de até 30min,  com uma  espátula

  de pvc flexível ou desempenadeira de borracha,para depois proceder a limpeza utilizando     uma esponja macia, úmida e limpa.


  PARA  PAREDE   é  usada  sempre  a  argamassa  de  consistência   pastosa  com  o  traço

  sugerido de 1:3 (cimento:areia).  Opcionalmente podem-se acrescentar  aditivos melhora-     dores  de  aderência   (tipo  cal)  na   proporção  de 1 : 3 : 1  (cimento:areia:cal).  Seguir  os

  seguintes procedimentos:

  A base  (parede feita a pelo menos 2 semana)  deve estar limpa e úmida. Com o auxílio da     colher de  pedreiro,  carregar cada peça uma  quantidade  de argamassa  suficiente  para     acomoda-las de forma a conseguir o nivelamento das faces com uma espessura variando     entre  1 a 3cm (base-peça).  A  colocação  deve  respeitar  a lei da  gravidade,  começando     sempre  de  baixo  para  cima  até uma  altura que  não exerça  sobrecarga  nas  peças  já     colocadas,  onde  ocasionalmente,  deve-se  esperar  alguns  minutos  para  que a  massa

  “puxe” e dar continuidade na colocação.

  OBSERVAÇÕES  IMPORTANTES:  Para  não correr  o risco do  surgimento  de manchas  na

  pedra,  evite  sempre  o excesso  de água  na preparação  da argamassa  assim  como  no     processo da  colocação;  nunca  utilize  a  cal  acima  da  proporção  do cimento  e  utilizar     sempre o cimento branco na colocação e rejuntamento de pedras claras.

  Para aumentar a aderência  da pedra limpe sempre  a face que irá  receber a massa, com     um pano ou esponja úmida,  imediatamente antes de sua colocação;  nunca encharque ou     mergulhe as peças diretamente na água.

  Para  minimizar  o trabalho da  primeira  lavagem  que deverá  ser  feita  depois  da pedra     colocada ter  passado  por todo  o processo de cura,  torna-se muito  desejável  uma colo-

  cação limpa,  onde o profissional deve estar sempre  atento em eliminar qualquer resíduo

  excedente de massa ou rejunte durante o processo da colocação.

  LIMPEZA E MANUTENÇÃO
  PARA  PEDRAS  RECEM  COLOCADAS que estão  com  aparência  opaca  e ainda  possuem     algum resíduo  de massa  ou rejunte. A primeira  lavagem  geralmente  é feita  utilizado o

  ácido muriático  diluído em água na proporção de 1:5 (ácido:água).  Recomenda-se  esgui-    char toda área  com água  abundante para  depois  aplicar  o produto  diluído,  esfregando     com uma vassoura  de cerdas  firmes por  toda a superfície. Deixe o produto agir  durante

  15 minutos e esguiche novamente com água abundante, rodando todos os resíduos.

  PARA PEDRAS COLOCADAS FAZ TEMPO  que estão com  aparência de  encardidas  devido

  ao acumulo de sujeira pelo  tráfego e poluição atmosférica.  A lavagem geralmente é feita     utilizando   produtos  “limpa - pedra”  que  são   encontrados  já  prontos   para  aplicação.     Recomenda-se  seguir as  orientações  do  rótulo e contar com  um  profissional  da  área

  para executar este serviço.

  OBSERVAÇÕES  IMPORTANTES: Para não  correr o risco  de queimar  a pedra na primeira      lavagem,  o  que  torna  as  pedras  esbranquiçadas,  dilua  sempre  o ácido  muriático  na     proporção apropriada.

  Para limpezas sistemáticas  (feitas mensalmente)  utilize um esfregão, água e detergente     neutro;   prevenindo  assim  a   impregnação  de  sujeira   bem  como   outras   alterações

  estéticas das pedras.

  Para facilitar a remoção de manchas  feitas pelo derramamento  de alguma substância, a     limpeza deve ser feita de forma localizada, com a maior rapidez possível.

  Para proteger  as pedras de uma maneira geral,  é recomendável  a aplicação de selantes

  ou impermeabilizantes que irão  dificultar a absorção  de líquidos  (substâncias aquosas e     oleosas), facilitando assim a sua manutenção.

  CONSIDERAÇÕES FINAIS
  As informações contida s neste texto têm como objetivo auxiliar, de uma maneira geral, a      colocação e conservação das Pedras Decorativas e Ornamentais. E deverão servir apenas     como parâmetro,  permitindo que cada  profissional faça adaptações de acordo com seus     conhecimentos.

CUBRA UMA METRAGEM IGUAL OU PRÓXIMA À CARGA MÁXIMA DO CAMINHÃO:

© 2015 por Pedras Revestimento Ltda. (todos os direitos reservados)                                                                                    pedrasrevestimento@hotmail.com